As cartas de Elise


    

      (Foto: Vanda Malvig)

      Queria teu abraço,

      tuas pegadas em meu corpo,

      meu caminho no teu passo.

 

      Queria meu andar sem rumo

      pelas ruas do teu peito disperso;

      queria teu caminhar deserto

      unindo-nos as vidas, num laço.

 

      Queria o verso que tua boca derrama

      atado ao meu reverso em descompasso;

      queria tua letra, teu punho, teu traço,

      queria a tua poesia, que me inflama.

 

      Queria prender-te em meu regaço,

      teu peito colado a minha vida;

      queria-te no vão dos meus braços,

      teu andar contradizendo a tua partida.

 

      Queria teu caminho no meu passo,

      maldizendo o interstício,

      bendizendo o entrelaço;

      queria as minhas pegadas em teu corpo,

      queria teu abraço.

 



 Escrito por Elise às 03h16
[   ] [ envie esta mensagem ]




     (Foto: "invitation")

          Toma-me, amor.

          Preenche minhas solitárias horas

          com teu corpo

          - licencioso-

          agitando-se sobre o meu;

          ocupa meus vagos dias

          com tua suave permanência

          e aquece minha existência gelada

          com tua febre de mim.

          Perfuma-me;

          aromatiza minha pele sedenta

          com teu copioso suor

          e umedece Vênus

          com tua flecha em riste.

          Mata, comigo, essa insistente saudade de ti

          e renasça plenamente em mim,

          unindo ao meu ventre

          essa tua enlevada presença.

          Sustenta-nos;

          paire ameno em meu céu

          deixando-me ouvir a algazarra das tuas asas;

          arremesse-se atiladamente

          ao meu encontro

          e purifica, com teu gozo,

          meus sentidos em branco,

          escrevendo ternas palavras em minha pele,

          qual carta....

          E então, faz-me teu confiado pouso,

          teu incontestável recanto,

          teu indubitável repouso,

          teu hangar,

          teu canto,

          teu encanto.

 



 Escrito por Elise às 13h05
[   ] [ envie esta mensagem ]




     (Foto: Serge Shadin)

      Um sopro.

      Um lapso da tua presença estilhaçada

      sobrevoa em minha direção.

      O peso do mundo perde a gravidade,

      ganha suas asas

      e desprende-me dessa vida atada.

      Vontade insana de ter asas nesse momento...

      Apetite demente de ter movimento nessas asas...

      Farfalhar ao seu encontro

      e impregnar ventos delicados

      em teu cabelo desmazelado.

      Tênue corrente de ar,

      teu corpo toca minha pele

      e infla-me o desejo.

      Tua delicadeza invade-me.

      Sou leveza.

      Levito.

      Flutuo.

 



 Escrito por Elise às 02h37
[   ] [ envie esta mensagem ]




     (Foto: Assiek)

      

      Saudade da tua mão

      mergulhada entre os meus poemas.

      Desejo de ter minhas mãos

      abraçadas pelos teus versos...

      Ter teu toque

      aproximando a minha rima

      da tua métrica

      e eu, em prosa,

      declamando carinhos em espasmos...

      Ceder-te meu sumo.

      Ter teu suco.

      E ver nosso amor

      liquefeito

      gotejando toda essa poesia.

 



 Escrito por Elise às 13h56
[   ] [ envie esta mensagem ]





 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Mulher, Cinema e vídeo, Livros, Fotografia, Música, Internet.
MSN - elise2004@uol.com.br
Histórico
  01/12/2013 a 31/12/2013
  01/07/2013 a 31/07/2013
  01/02/2013 a 28/02/2013
  01/06/2012 a 30/06/2012
  01/03/2012 a 31/03/2012
  01/09/2011 a 30/09/2011
  01/05/2011 a 31/05/2011
  01/09/2010 a 30/09/2010
  01/05/2010 a 31/05/2010
  01/02/2010 a 28/02/2010
  01/01/2010 a 31/01/2010
  01/11/2009 a 30/11/2009
  01/10/2009 a 31/10/2009
  01/09/2009 a 30/09/2009
  01/07/2009 a 31/07/2009
  01/06/2009 a 30/06/2009
  01/03/2009 a 31/03/2009
  01/01/2009 a 31/01/2009
  01/11/2008 a 30/11/2008
  01/10/2008 a 31/10/2008
  01/08/2008 a 31/08/2008
  01/07/2008 a 31/07/2008
  01/06/2008 a 30/06/2008
  01/03/2008 a 31/03/2008
  01/12/2007 a 31/12/2007
  01/09/2007 a 30/09/2007
  01/06/2007 a 30/06/2007
  01/11/2006 a 30/11/2006
  01/10/2006 a 31/10/2006
  01/08/2006 a 31/08/2006
  01/07/2006 a 31/07/2006
  01/06/2006 a 30/06/2006
  01/04/2006 a 30/04/2006
  01/03/2006 a 31/03/2006
  01/02/2006 a 28/02/2006
  01/01/2006 a 31/01/2006
  01/11/2005 a 30/11/2005
  01/09/2005 a 30/09/2005
  01/08/2005 a 31/08/2005
  01/07/2005 a 31/07/2005
  01/06/2005 a 30/06/2005
  01/05/2005 a 31/05/2005
  01/04/2005 a 30/04/2005
  01/03/2005 a 31/03/2005
  01/02/2005 a 28/02/2005
  01/01/2005 a 31/01/2005
  01/09/2004 a 30/09/2004
  01/08/2004 a 31/08/2004
  01/07/2004 a 31/07/2004
  01/06/2004 a 30/06/2004
  01/05/2004 a 31/05/2004


Outros sites
  A vida por diversos ângulos...
  Angel of Silence - Che Vianna
  Avesso do Avesso - vol. 2
  Blogalizando
  Casa de solteira
  Coisas do Chico
  Converse com a Cherry
  Cores Humanas
  Enquanto isso
  Eu inverso
  Feita em versos
  Identidade de um eu.
  It is all about girls... or men
  Jornal de meia-tigela
  Loba
  Meu nome é Gal!
  Minhas entrelinhas
  Mulher de mau humor
  Nada é por acaso
  No meio das águas
  Nonato - Poesia e jornalismo
  O canto mais escuro e sem sentido
  O fio das palavras
  Palimpnóia
  Poesia & Cia
  Oceanos e desertos
  Ponto Gê
  Poros e Cendais
  Sem pé nem cabeça
  Primeira Viagem
  Sombras e Sonhos
  Sombras e Sonhos 2
  Turn chaos into art
  Verso & prosa encadeados
  Voando pelo céu da boca
Votação
  Dê uma nota para meu blog